fbpx

Rotulagem nutricional: nova norma aprovada pela Anvisa

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on email
Share on whatsapp
blank

Você sabe o que é rotulagem nutricional?  É aquela tabela encontrada em produtos, que contém informações nutricionais sobre os alimentos. 

É obrigatória para rótulos de alimentos embalados sem que o consumidor esteja presente (alguns são embalados na hora, como produtos a granel, legumes etc.).

Essa tabela é normalmente encontrada nas laterais ou versos de caixas, por exemplo. 

A rotulagem nutricional teve destaque recentemente, pois a Anvisa — Agência Nacional de Vigilância Sanitária — aprovou uma nova norma sobre as informações.

Saiba mais lendo todo o artigo!

Objetivo e importância da rotulagem nutricional 

Agora que você já sabe o que é rotulagem nutricional, entenda sua importância e o quais as informações que devem ser repassadas ao consumidor. 

Objetivo da informação nutricional

O objetivo da rotulagem de alimentos é deixar claro ao consumidor o que ele está consumindo naquele produto. As informações que devem estar no rótulo são:

  • quantidade
  • qualidade
  • composição
  • possíveis riscos para a saúde

Isso é estabelecido pelo Código de Defesa do Consumidor, visando fornecer todos os dados nutricionais que ajudam na prática da alimentação saudável por meio de produtos industrializados. 

blank

Importância da rotulagem de alimentos

É por meio das informações nutricionais que as pessoas leem os rótulos, pois por ali conseguem saber se podem consumir determinado alimento. As questões são diversas: prevenção de doenças, comparações entre marcas ou produtos, problemas de saúde que impedem o consumo de alguns nutrientes.

Nova norma sobre rotulagem nutricional

Veja os principais pontos sobre a nova norma, aprovada pela Anvisa:

  • rotulagem frontal: a grande mudança é a adoção de rotulagem nutricional frontal;
  • cores das letras: outra novidade é com relação às cores das letras: agora são permitidas apenas letras pretas em fundo branco, para que cores não atrapalhem na legibilidade das informações;
  • localização da tabela: agora há regras específicas sobre onde devem ficar as informações, para que não sejam colocadas em áreas de difícil visualização;
  • informações da tabela: passarão a ser obrigatórias as identificações de açúcares totais (assim como dos adicionados), declaração de valor energético e nutricional (por 100ml ou 100g) e o número de porções por embalagem.

Sobre o tamanho de letra

Sabem aquelas letrinhas que muitas vezes nem conseguimos ler? Pois é, sobre isso também há novidades. 

A nova norma prevê que sejam usadas as fontes Arial ou Helvética, no tamanho mínimo de 8 pontos (2,8 mm), podendo ser limitada a 6 pontos (2,2 mm). 

Não pode mais ter o tamanho adotado por algumas empresas — e que era permitido na legislação anteriormente — de 1 mm. 

Além da fonte, há também a especificação para o espaçamento entre as linhas, para impedir que os caracteres encostem na barra ou que se toquem. 

A nova norma foi publicada no Diário Oficial da União (DOU) em 8 de outubro de 2020. O prazo para adequação é de 12 meses. 

Para finalizar: se você precisa de rótulos e etiquetas pode falar com um de nossos consultores. 

Nossa empresa é destaque no segmento e atende a todo o país. Converse conosco e vamos juntos encontrar a solução que você precisa para o seu negócio. 

Ficou com dúvidas ou tem sugestões? Use o espaço dos comentários.

Até nossa próxima postagem!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Siga nossa página nas redes sociais:

Solicite seu Orçamento

Fique tranquilo(a) que o nosso orçamento é sem compromisso. Você só vai se tornar nosso cliente quando tiver certeza de que somos a melhor opção para a sua empresa.

Últimas Postagens:

Cadastre-se e receba nossas notícias!

Arquivos relacionados: